Letargia

Ando a flor da pele
Se é que isso existe
Ando a flor de qualquer coisa

Salto muros que não existem
Fujo do que não vejo
Durmo acordado
E corro, corro, corro

Escrevo versos sem leitores
Faço planos sem ação
Engulo horas, dias, meses, anos
E defeco letargia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s