Foi-se

Não viu que os filhos cresceram
Terceirizou carinho e educação
Não percebeu a esposa distante
Mesmo ao seu lado, por obrigação

Trabalhou tanto ao ponto
De fraturar os ossos do ofício
Expostamente, em mil pedaços
Bem na altura de sua felicidade

Trabalhou duro feito um asno
acumulou dinheiro e satisfação
Em seu legado de fortuna e bens
Não havia qualquer boa recordação

Por parte dos filhos
Ilhas que não visitou
Por parte da esposa
Trilha que não explorou

Em seus últimos dias, bem doente
quis muito consertar tudo
Esqueceu que o tempo nos ensina
Mas não volta, pra fazermos de novo

Foi-se e foi incrível sua capacidade de desmoronar sorrisos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: