Chuva

cguva

Lá vem a chuva
Levantando poeira
Dançando gafieira
Com o vento

Lavando ruas e almas
Ouvindo gritos e palmas
De quem lhe quer tão bem
E que prefere morrer de saudade
Do que morrer de sede

Lá vem a chuva
Escondendo céu e sol
Com um manto negro
Pra nos abençoar

Lá vem a chuva
Raios, risos e trovões
O chão e a gente absorvendo o dom
E a vida que a água traz

Choveu o dia todo
Choveu água boa, à rodo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s